sábado, 12 de maio de 2012

Eu ando tomando as decisões mais sensatas.
Voltei na estrada mais forte do que antes.
Deixei de ser refém das situações sem soluções.
Hoje, sou mais do que me sentia antes.
E quem ficou fora, ficou para sempre. 
Muros de concretos, sem volta.

Nenhum comentário:

Postar um comentário